OUTUBRO ROSA: Exercícios Físicos e a Prevenção do Câncer

Você sabia que segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), 25% dos casos de câncer de mama, poderiam ser evitados se as mulheres praticassem esporte por, pelo menos, 2h30 por semana? A porcentagem dos riscos para mulheres ativas de desenvolver alguma dessas doenças é 29% menor do que para mulheres sedentárias.

Confira nosso link e compartilhe esta informação para suas amigas. Outubro Rosa, nós apoiamos. 🌹

#OutubroRosa #MáximaEficiência #SaúdePrevenção

 em VIPFISIOPERSONAL.

 

A Campanha Outubro Rosa tem como objetivo conscientizar as mulheres sobre a realidade do câncer de mama e da importância de um diagnóstico precoce. Apesar de ter um enfoque maior em Outubro, as práticas e prevenções não devem se restringir apenas a esse mês. 


Segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), 25% dos casos de câncer de mama, poderiam ser evitados se as mulheres praticassem esporte por, pelo menos, 2h30 por semana. A porcentagem dos riscos para mulheres ativas de desenvolver alguma dessas doenças é 29% menor do que para mulheres sedentárias.


Como exercitar regularmente faz com que diminua o risco de um tumor surgir em nosso organismo? 


A atividade física diária reduz o estresse oxidativo, ou seja, a produção de radicais livres, agentes que podem prejudicar o metabolismo intracelular e ocasionar danos ao DNA, RNA, lipídios e proteínas. Radicais livres também promovem o mau funcionamento do sistema de reparo do DNA, contribuindo para a proliferação de células com mutações, ou seja, o desenvolvimento do câncer.
 Quanto maiores o peso e a idade, mais chances a mulher tem de desenvolver câncer nas mamas, principalmente após a menopausa, pois um dos principais hormônios produzidos pelo tecido gorduroso é o estrógeno.

 

A alimentação entre outros hábitos saudáveis também podem influenciar na prevenção da doença, como eliminação do tabagismo, redução do consumo de álcool, diminuição do estresse, e de uma nutrição balanceada, rica em frutas, fibras e vegetais, influi sensivelmente na redução dos riscos de desenvolvimento da doença.


É muito importante também que se realize uma vez por mês o auto-exame, a melhor época é logo após a menstruação e para as mulheres que já entraram na menopausa, o auto-exame deve ser feito num mesmo dia de cada mês. Observe se com o movimento dos braços aparecem alterações de contorno e de superfície das mamas. E deitada com a mão direita apalpe a mama esquerda e vice-versa. Com movimentos circulares suaves vá apertando a mama com as pontas dos dedos, aperte os mamilos para observar se há saída de secreção. Caso identifique alguma das anormalidades, procure um médico. 


O auto-exame tem papel essencial na prevenção do câncer de mama, portanto, se houve dúvidas de como realizá-lo você também consultar um médico. A retirada da mama como prevenção, é apenas indicada para pacientes que já tenham histórico da doença na família. A única forma de curar o câncer de mama é retirando completamente, inclusive a aureola e o mamilo e posteriormente, uma reconstrução.


Aliás, homens também podem ser diagnosticados com a ocorrência desse tipo de tumor, porém em escala infinitamente menor,  já que o hormônio feminino intensifica a possibilidade da ocorrência do câncer.

Alguns fatores de risco são:

– Idade acima de 50 anos;


– História própria ou familiar de câncer de mama;


– Não ter filhos;


– Exposição significativa a raio X;


– Primeira menstruação cedo;


– Menopausa tardia;


– Primeira gestação após os 30 anos;


– Dieta rica em gorduras;


– Uso prolongado de anticoncepcional oral (ainda é discutível).

Autoexame


O autoexame das mamas através do toque é a maneira mais popular e divulgada para detectar o câncer de mama, mas nem sempre a doença pode ser percebida somente com o apalpar dos seios. A importância do autoexame das mamas reside no autoconhecimento e autocuidado das mamas. O autocuidado significa cuidar da própria saúde, mas não significa que você deva deixar de lado exames de mamografia.

 

Importância de se fazer a mamografia

Muitas mulheres reclamam da dor provocada pela mamografia ou até deixam de fazer o exame para evitar o incômodo, mas a mamografia na prevenção do câncer de mama tem grande importância por ser capaz de detectar a doença ainda em fase inicial para que seja possível iniciar o tratamento logo em seguida. Dessa forma, as chances de cura aumentam consideravelmente e os impactos da doenças são minimizados.

É importante ressaltar que a mamografia é um exame complementar, mas não deve ser substituído pelo ultrassom ou pelo autoexame, que também são fundamentais para a prevenção do câncer de mama. A indicação é sempre para que seja feita a mamografia na prevenção do câncer de mama anualmente para mulheres a partir dos 39 anos ou aquelas que apresentam história da doença na família. Procure um profissional, consulte seu médico e veja o melhor momento para iniciar a prevenção.
 

#OutubroRosa #MáximaEficiência #Saúde

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *